...
Aqui
a gente se encontra.

Fun Brasil Fun Brasil

NO AR AGORA PLAY PAUSE
A Fun Brasil chegou para revolucionar a maneira de se fazer e ouvir web rádio. Música, conteúdo, debate, notícias e muita diversão. Esta é a rádio Fun Brasil – Aqui a gente se encontra!
MUITA MÚSICA ​ DÊ O PLAY NA FUN BRASIL! com MUITA MÚSICA ​ Aqui a gente se encontra!
+INFOS
NAS MAIS TOCADAS...

Você que curte videogame desde pequeno, deve ter passado por algum momento em que parecia estar viciado certo? Pode até ter sido exagero dos seus pais e amigos, mas saiba que este é um problema que está afetando muito a galera, especialmente aqueles que jogam Fortnite Battle Royale.

Agora, mais uma vez, vemos um jogo do momento sendo colocado como o culpado da história. Mas cadê os pais nessas horas para dosar as jogatinas?

Se você não manja dos paranauês, vou te explicar. Fortnite, é um game multiplayer que recentemente passou da marca de 200 milhões de jogadores registrados, sendo considerado um dos jogos mais populares da história! Produzido pela Epic Games, ele tem se mostrado um grande sucesso entre o público mais novo, de acordo com um artigo publicado pelo Bloomberg, e isso é preocupante.

Na publicação a especialista inglesa, Lorrine Mare, afirma que Fortnite funciona como a heroína, já que uma vez que o jogador for fisgado, torna-se difícil se soltar.O artigo cita o caso de Debbie Vitany, mãe de um garoto de 17 anos que costuma jogar 12 horas por dia e que por isso tem caído no sono durante as aulas.

Eu fico pensando aonde que fica o limite dado pelos pais? Me recordo que no meu tempo existia hora para tudo. Nunca que meus pais me deixariam ficar mais do que 2 horas jogando videogame direto assim.

As escolas dos Estados Unidos têm reclamado da versão mobile do jogo, e na Austrália a recomendação é para que os pais não deixem seus filhos jogar.

Só que, se você estava achando que apenas a criançada estava sendo afetada, está muito enganado. Até os atletas de hockey do Vancouver Canucks caíram nos encantos de Fortnite e depois de ver diversos deles perderem reuniões e jantares por causa do jogo, o time decidiu proibir o jogo durante viagens. Teve até o caso do David Price, jogador de baseball que perdeu uma partida por problemas no punho decorrentes de tanto se dedicar a criação da Epic.

Tem até relacionamentos que estão sendo prejudicados pelo jogo, que levou à criação de um abaixo assinado online pedindo que o jogo fosse banido, mas acredite, a coisa ainda piora.

Especula-se que só no Reino Unido mais de 200 pessoas entraram com pedidos de divórcio usando o Fortnite Battle Royale como motivação, o que serve para dar uma ideia de como ele estaria afetando a vida de muita gente.

 

Fatos revelados, acredito que o jogo não deve ser colocado com único vilão da história. É na verdade a revelação de um fenômeno global e a revela também a necessidade de impormos limites, especialmente para as crianças, por mais difícil que seja.

Fortnite não será o primeiro e nem o último jogo a fazer pessoas passarem horas na frente das telas. Será que as pessoas não estão exagerando?

Deixe seu comentário
 
GOSTOU? ENTÃO VAI CURTIR LER ESSA TAMBÉM:
qua, 12 de dezembro de 2018 Notícias & matérias Tensão e suspense em novo trailer de “Vidro”