...
Aqui
a gente se encontra!

Fun Brasil Fun Brasil

NO AR AGORA PLAY PAUSE
A Fun Brasil chegou para revolucionar a maneira de se fazer e ouvir web rádio. Música, conteúdo, debate, notícias e muita diversão. Esta é a rádio Fun Brasil – Aqui a gente se encontra!
MUITA MÚSICA DÊ O PLAY NA FUN BRASIL! com MUITA MÚSICA Aqui a gente se encontra! ​
+INFOS
NAS MAIS TOCADAS...

Olhares atentos para aquela que pode assumir o protagonismo no Universo Marvel.

Capitã Marvel chega aos cinemas rodeada de expectativas e principalmente de perguntas, muitas perguntas.

Perguntas estas que vão desde a origem dos poderes da personagem até o papel que Carol Danvers irá desempenhar no desfecho da demanda de Thanos e as joias do infinito.

A Heroína

Não há como não dizer que a Marvel largou atrás desta vez. A DC não perdeu a chance e emplacou seu filme de heroína recheado de doses de empoderamento feminino com Mulher Maravilha, que além de trazer uma aventura divertida com uma historia muito satisfatória, nos brindou com todo o carisma de Gal Gadot no papel da Amazona.

A missão de Capitã Marvel aqui não é exatamente superar a DC, afinal ambas podem coexistir pacificamente no coração dos fãs, mas sim estabelecer a Capitã Marvel de forma equilibrada, precisa ser um símbolo para o feminismo dentro do Universo Marvel, mas sem que este discurso soe como uma imposição. Até pela atriz protagonista Brie Larson ser uma ativista declarada dos direitos femininos, tudo que se refira a este tema precisa soar com naturalidade, a repercussão dos filmes da Marvel é sempre gigantesca, o feminino precisa se fazer presente e ser celebrado sempre, mas isso jamais deve soar como algo imposto, o feminismo não pode se transformar no “machismo de saia”.

” Segura tua onda Thanos que eu tô chegando!”

 

 

A Origem

Não sabemos o quanto do passado da personagem será apresentado e como isso poderá/deverá ser relevante para entendermos a construção de sua personalidade. O fato é que pelos trailers é possível ver que os poderes da heroína deverão sofrer um ou dois upgrades, assim como aconteceu com o seu mentor nos quadrinhos o Capitão Mar-vell.

A origem destes poderes, porém não é clara, há evidencias de que o DNA Kree será misturado ao de Carol, mas também uma explosão irá propor algum tipo de melhora na estrutura biofísica da heroína. Mais tarde é possível ver Carol ainda mais poderosa combatendo em pleno espaço uma armada alienígena.

 

Nick Fury

 

 

Samuel L. Jackson novamente como Nick Fury

 

Vamos ver um Fury diferente, mais ingênuo e até mais esperançoso. Este deve marcar uma serie de acontecimentos importantes na vida do diretor, como ele construiu sua amizade com a protagonista e como ele ganhou aquele simpático Pager que vimos em Guerra Infinita é algo que eu particularmente quero muito ver. Também deverá ser mostrado como o futuro diretor da SHIELD perdeu seu olho, e tem muita gente apostando que o simpático gato da Capitã Marvel, Goose tem tudo a haver com isso. Nos quadrinhos o gato se chama Chewie (referencia ao Chewbbacca de Star Wars) e é na verdade um alienígena com tentáculos que saem da sua boca e com habilidade de criar portais interdimensionais. Tenso!

 

Yon-Rogg, Skrulls e Capitão Mar-vell

Ao contrário do que pensamos Capitão Mar-vell  o mentor de Carol Danvers nos quadrinhos não deve estar no filme. Como já foi confirmado que Jude Law não viverá o personagem, agora a expectativa fica em cima da misteriosa  personagem de Annette Bening que poderá servir como uma mentora para Carol (o que faria mais sentido na minha opinião) em determinada etapa do filme. Há quem acredite porém, que Annette pode representar a personificação do supercomputador Kree conhecido como a Inteligência Suprema.

Jude Law não será o Capitão Mar-vell, mas sim Yon-Rogg, inimigo de Mar-vell nos quadrinhos.

Rogg deve ser responsável por parte do treinamento da Capitã Marvel e por integra-la em uma espécie de Força tarefa Kree conhecida como Star Force.  Em algum ponto Rogg vai se revelar como parte da ameaça principal do filme.

 

Jude Law ao lado de Lee Pace como Yon Rogg e Ronan o Acusador

 

A outra parte fica por conta da raça alienígena Skrull. Com o perigoso poder de mudar sua aparência, os Skrulls podem se infiltrar entre os humanos inclusive nos mais altos escalões do governo e agencias de segurança.

Ben Mendelsohn ( Jogador número 1, Star Wars Rogue One) vive o Talos um dos lideres dos Skrulls , e ao que tudo indica estará infiltrado dentro do alto comando da própria SHIELD !!

Os Skrulls chegarão à Terra em meio a guerra Kree-Skrull que deve ser o pano de fundo pelo qual o Longa se desenvolverá, inclusive com a aparição do Kree radical Ronan o Conquistador (Lee Peece), que como bem lembramos foi o vilão do primeiro Guardiões da Galáxia.

Os Skrulls serão apresentados neste filme mas seu potencial é enorme, e com certeza veremos os alienígenas na próxima fase do Universo Cinematográfico Marvel, inclusive com a futura integração do Quarteto Fantástico poderemos ver HQs épicas serem adaptadas, como a adorada e também questionada saga que eu particularmente gosto demais… Invasão Secreta.

 

Talos líder dos Skrulls

 

Dúvidas, expectativas e algumas incertezas

O filme da Capitã Marvel se passa nos aos saudosos  anos 90, e deixará a  Capitã estabelecida no auge do seu poder, o que logo de cara já gera a dúvida, onde  essa mulher estava esse tempo todo? A crise de Ultron e a Invasão dos Chitauri poderiam ser melhores resolvidos com a presença da Loira não é verdade? Talvez vasculhando o espaço para acabar com a guerra Kree-Skrull para que nenhum outro mundo seja ameaçado pelo conflito como foi a Terra? Esperamos que o filme nos responda.

Outra pergunta que me faço é como o filme vai justificar o titulo de Capitã Marvel adotado pela heroína. Nos quadrinhos ela herdou o nome do Capitão Mar-vell mas e no filme? Veremos.

Com certeza por este filme veremos o nível de poder da Capitã e o quanto ela pode ser decisiva na batalha contra Thanos. O filme deve apresentar a Capitã a caminho do nosso planeta para atender ao chamado de Nick Fury. Precisamos ver essa cena, nem que seja numa cena pós crédito! Ah! E que não seja ela a salvar Tony Stark a deriva no espaço, queremos uma solução mais inteligente para o dilema do Homem de Ferro.

 

 

A nova Protagonista do Universo Marvel?

Enquanto Robert Downey Jr incorporou Tony Stark se tornando um líder espiritual da Marvel nos cinemas com muita facilidade e naturalidade, Chris Evans demorou um pouquinho para entender o tamanho da importância e do simbolismo que o Capitão América representava. Mas sua jornada tanto em Soldado Invernal quanto em Guerra Civil, amadureceram tanto o personagem quanto a ator, Evans entendeu que não estava interpretando um herói comum, caiu nas graças da audiência passando a compartilhar do mesmo status do Homem de Ferro.

Mas ao que tudo indica a jornada de Tony Stark e Steve Rogers está perto do fim e mesmo que o próprio Kevin Feige tenha declarado que a partir da próxima fase os filmes não serão tão conectados como agora, é clara a necessidade de um novo protagonista, alguém que sirva como guia, como símbolo, como referencia para condução da Fase 4 da Marvel, com a mesma força e carisma de Evans e Downey Jr.

A Capitã Marvel é a aposta de Feige e companhia para ocupar esta vaga . A pergunta que me faço é será que personagem será carismática o suficiente para cativar os fãs no mesmo nível do Homem de Ferro e do Capitão América?  Os fãs vão comprar a idéia de ver personagens que acompanham a dez anos substituídos assim de repente? Como a Marvel fará esta “substituição”, será que a Capitã vai ganhar seu espaço gradativamente ou pela primeira vez dado a necessidade do momento, veremos a Marvel tentar apressar as coisas empurrando a moça “goela abaixo” da audiência? A qualidade de Brie Larson como atriz é inquestionável mas como ela se comportará na pela da Capitã?

 

 

Estas e outras perguntas começam a ser respondidas a partir de já com a estreia de Capitã Marvel nos cinemas. O filme tem a direção da dupla Anna Boden e Ryan Fleck e tem no elenco além da protagonista Brie Larson, Jude Law, Samuel L. Jackson, Clark Gregg, Bem Mendelsohn, Lee Pace, Djimon Hounsou, Annette Bening entre outros.

Fiquem ligados, em breve teremos critica sem spoilers do filme;

Veja também: Cine Retrô #07 – Réquiem para um sonho

 

 

Só eu que acho esse gato sinistro pra caramba!?
Deixe seu comentário
 
GOSTOU? ENTÃO VAI CURTIR LER ESSA TAMBÉM:
qua, 22 de maio de 2019 CLAQUETE Teaser de Orange is The New Black é de chorar